Métodos Adequados de Soluções de Conflito



O QUE É CONCILIIAÇÃO?


É uma forma de solução de conflitos em que as partes, por meio da ação de um terceiro, o conciliador, chegam a um acordo, solucionando a controvérsia. Nesse caso, o conciliador terá a função de orientá-las e ajudá-las, fazendo sugestões de forma que melhor atendam aos interesses dos dois lados em conflito. Nas Centrais e Câmaras de Conciliação, Mediação e Arbitragem, a conciliação será feita simultaneamente com a mediação, sobretudo quando o conflito tiver como causa preponderante problema de ordem jurídica ou patrimonial, mas sempre com assistência do mediador até que se esgote a possibilidade de as partes celebrarem um acordo que encerre essa demanda, com a formalização do respectivo termo de transação ou compromisso arbitral. É o conciliador, pela sua formação jurídica, que a conduz até a formalização do acordo.


O QUE É MEDIAÇÃO?


​É uma forma de solução de conflitos em que um terceiro neutro e imparcial auxilia as partes a conversar, refletir, entender o conflito e buscar, por elas próprias, a solução. Nesse caso, as próprias partes é que tomam a decisão, agindo o mediador como um facilitador.

Na Mediação, há uma auto composição assistida, ou seja, são os próprios envolvidos que discutirão e comporão o conflito, mas com a presença de um terceiro imparcial, que não deve influenciar ou persuadir que as pessoas entrem em um acordo. No processo de mediação existe a preocupação de (re)criar vínculos entre as pessoas, estabelecer pontes de comunicação, transformar e prevenir conflitos.


PRINCIPAIS DIFERENÇAS ENTRE A CONCILIAÇÃO E MEDIAÇÃO:


A conciliação é bastante confundida com a mediação, mas são institutos distintos. Na primeira, o conciliador faz sugestões, interfere, oferece conselhos, sempre baseados nas sugestões das partes envolvidas.

Na segunda, o mediador reestabelece (facilita) a comunicação, sem induzir as partes ao acordo. Esse, aliás, é o objetivo primordial da conciliação; na mediação, por outro lado, o acordo será apenas uma consequência e um sinal de que a comunicação entre as pessoas foi bem desenvolvida.

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Ser Mediador

Ser mediador de conflitos é ser humano com outro Ser Humano. É gostar de pessoas, de ouvir com paciência e cuidado o outro. Ouvir é uma arte que o medidor deve dominar, garante um procedimento tranqui

Workshop

"Workshop de Mediação Escolar e Círculos Restaurativos" O objetivo deste workshop é apresentar técnicas de mediação que auxiliem os profissionais de educação a lidar com os conflitos escolares. ​ Como

Drogas nos condomínios, ações e possíveis soluções

Escrito por Jussara Rodrigues Sartini Nas áreas comuns do condomínio, a responsabilidade pela boa convivência e bem-estar de todos depende das normas regulamentadas na Convenção e, sobretudo, às leis